A vulnerabilidade dos videogames nas mãos dos hackers



Hackers liberam uma nova conquista, o desbloqueio oficial do Nintendo Switch.


As atualizações constantes é um dos métodos que as empresas recorrem para cobrir qualquer brecha que futuramente possa ser uma porta aberta para os hackers. Dessa vez, quem deixou passar essa porta foi a Nintendo e agora o Nintendo Switch é console oficialmente desbloqueado.

A Sony e a Microsoft Xbox também já tiveram seus consoles de gerações anteriores desbloqueados. O que gerou aumento de vendas principalmente em países como o nosso em que jogos de videogames têm uma carga tributária muito alta. Porém, nem sempre é vantajoso ter um console desbloqueado para as empresas, pois desvaloriza o console perante o mercado e o desenvolvimento de jogos.

Nintendo Switch não é o primeiro videogame da Nintendo a ser desbloqueado, porém é o primeiro console oficialmente dessa geração.

O desbloqueio é feito no próprio hardware, impossibilitando a correção com atualizações, mais precisamente no chip Tegra X1 da Nvidia que é forçado a entrar em modo de recuperação USB onde é possível passar um código personalizado.

A falha no hardware do console poderá arrecadar uma série eventos, uma delas é a revisão do console, aumentando o seu valor no mercado de usados. Outra, que é quase improvável de acontecer é que a Nintendo retire todos os seus consoles vendidos.

Desde que foi oficialmente desbloqueado, os hackers passaram a desenvolver meios e até conseguiram rodar Linux no console e até o emulador Dolphin, sendo possível jogar jogos do GameCube.


Fonte: Eurogamer PT
A vulnerabilidade dos videogames nas mãos dos hackers A vulnerabilidade dos videogames nas mãos dos hackers Reviewed by Erika Sales Ramos on terça-feira, abril 24, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Related Posts No. (ex: 9)